Música

Apocalyptica no Coliseu do Porto

  • 2015-04-20

Após o sucesso mundial de '7th Symphony' (2010), os violoncelistas finlandeses dedicaram-se a vários projetos aclamados pela crítica, estando finalmente a ultimar o seu oitavo álbum de estúdio.
A edição está agendada para o início de 2015 e será promovida por uma extensa digressão que inclui duas datas em Portugal.

Desde a sua criação em 1993 que os Apocalyptica têm jogado com as formas e estruturas clássicas despoletando sempre projetos novos e imprevisíveis. Vinte e um anos depois de uma carreira global superior a mais de 1000 concertos ao vivo realizados em mais de 50 países, o grupo continua a reinventar-se e a despertar enorme atenção nos meios de comunicação e nas tabelas de vendas de todos os continentes.

Três anos após o lançamento de '7th Symphony' o grupo fez uma pausa para se dedicar a projetos musicais diferentes. Enquanto Eicca Toppinen mudou para a bateria na sua banda paralela Cherry and the Vipers, Mikko Sirén tocou violoncelo no novo álbum dos Emigrate - o projeto de Richard Kruspe dos Rammstein - e apresentou-se ao vivo com Cheek - o maior artista hip-hop da Finlândia - que esgotou duas vezes o Estádio Olímpico de Helsínquia. Paavo Lotjonen colaborou com Tipe Johnson (Leningrad Cowboys, Apocalyptica) e Perttu Kivilaakso ganhou ainda mais aclamação da imprensa com concertos de música de câmara. Além disso os Apocalyptica criaram novo material e apresentaram-se ao vivo no evento multimédia 'Wagner Reloaded', do premiado coreógrafo Gregor Seyffert. No início deste ano o mais recente projeto dos Apocalyptica - 'Apocalyptic Symphony' - assinalou a sua primeira digressão com um grupo de música clássica, o Avanti! Chamber Orchestra. «Estamos em grande forma» - diz Toppinen - «e ainda com fome para fazer-mos música juntos. Se queres experimentar coisas novas nunca sabes onde vais parar mas estamos motivados e as nossas cabeças estão cheias de ideias novas. '

Tendo colaborado com artistas como Gavin Rossdale, Dave Lombardo, e Ville Valo em anteriores álbuns de estúdio, os Apocalyptica assumiram agora um novo desafio musical: para o próximo LP a banda está a trabalhar com Franky Perez como vocalista exclusivo, colaboração que se estenderá às digressões. Perez lançou seu disco de estreia em 2003, juntando-se mais tarde a Daron Malakian dos System of a Down e a John Dolmayan no coletivo Scars on Broadway. Em 2009, Perez foi anunciado como vocalista da banda solo do ex-Guns’N’Roses Slash, seguindo-se colaborações com Dave Kushner (Velvet Revolver), Scott Shriner (Weezer), Joey Castillo (Queens of the Stone Age) e Dave Warren (Os Simpsons) como Pusher Jones. Depois de ser convidado para vocalista dos The Doors no Festival de Música LA Sunset Strip, em 2013 lançou o álbum a solo 'Addict'. Para os Apocalyptica, trabalhar com Perez em todo o projeto eleva a sua visão musical a um novo nível de coerência entre produção de estúdio e performance ao vivo, assim como renova o foco na homogeneidade da banda, após os recentes projetos paralelos. O novo álbum será lançado no início de 2015, seguido por uma extensa digressão que passará por Portugal em Abril.

QUANDO
20 Abr 2015
ONDE
Coliseu do Porto, Porto
QUANTO
24€ - 30€
HORAS
21H00

1043 itens ver mais
77 itens ver mais
130 itens ver mais

Top Música

Tempo

Farmácias de serviço

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia