Celorico: “Envelhecimento Ativo” em debate

Vale do Ave

autor

Redacção

contactar num. de artigos 20200

Celorico de Basto apresentou dia 23 de maio, um Simpósio Social subordinado ao tema “Envelhecimento Ativo”, na ótica das comemorações do Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações.
“É fundamental criar condições e meios que sustentem uma população com cada vez maior longevidade mas com vontade de se manter ativa em diversas áreas de intervenção. É facto, que o conceito de 3º idade tem vindo a ser alterado, incorporando pessoas cada vez mais, capazes, com objetivos, com horizontes e sobretudo, que se sentem úteis na sociedade,” palavras do presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto Joaquim Mota e Silva, na sessão de abertura do simpósio.
A cerimónia de abertura do Simpósio Social teve inicio com uma interpretação musical a cargo da Universidade Sénior de Celorico de Basto. Seguiram-se as várias intervenções com destaque para José Eduardo de Lima Pinto da Costa, Professor Catedrático de Medicina Legal, que centrou a sua intervenção no tema “Terceira Idade: viver mais e melhor”, onde deu destaque às diferenças entre o velho e o idoso.
“É preciso diferenciar o velho do idoso pelas atitudes, pela vontade, pela visão do passado e do futuro. Somos uma sociedade de idosos, cada um com características próprias, que se diferenciam dos mais jovens pela sabedoria que, não só, mas sobretudo, advém da experiência”, referiu.
Pinto da Costa foi mais longe na sua intervenção na referência à mudança de valores numa evolução dos tempos onde se destaca o direito à informação e ao conhecimento onde os idosos devem usufruir desses direitos “segundo critérios democráticos”.
Na mesma ordem de ideias seguiu Maria Joaquina Madeira, presidente do Ano Europeu do Envelhecimento ativo e da Solidariedade entre Gerações em Portugal, “envelhecer é um processo e, como tal, podemos intervir, ativamente, na forma de agir e interagir com o que nos circunda, sendo que, é da nossa responsabilidade envelhecer com qualidade”, mencionou.
Este simpósio Social contou com diversos intervenientes ao longo do dia que, de uma forma ou de outra, permitiram a exposição de diversos temas pertinentes, diretamente relacionados com o Envelhecimento Ativo. Temas como “Voluntariado Sénior” a cargo de Elisa Borges do Concelho Nacional para a Promoção do Voluntariado, “ A troca de saberes e o prazer do conhecimento”, a cargo de José Manuel Machado, juiz e membro da Universidade Sénior e “o papel das misericórdias no envelhecimento ativo”, por Emilia Vilarinho Zão, Provedora da Santa Casa da Misericórdia de Esposende.
A ação foi, ainda, enriquecida com a exposição intitulada “ Dar vida aos anos” que contou com trabalhos desenvolvidos por diversas instituições de Solidariedade Social do concelho de Celorico de Basto.
Este Simpósio Social organizado pela Câmara Municipal através dos serviços de Ação Social, encheu o auditório da Quinta do Prado, com um leque alargado de individualidades quer como oradores quer a assistir.
Refira-se, para além de todos os intervenientes anteriormente mencionados, a presença do vereador da Cultura, Fernando Peixoto, o diretor do Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto, Marcelino Mota, o diretor do Instituto de Emprego e Formação Profissional de Basto, Joaquim Oliveira, representantes de Centros Sociais, Párocos, representantes da Segurança Social Local entre outros.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Farmácias de serviço

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia