Ensino: Portugal com quatro medalhas nas Olimpíadas Ibero-Americanas de Física

Ensino

autor

Lusa

contactar num. de artigos 26693

A equipa portuguesa presente nas Olimpíadas Ibero-Americanas de Física conquistou quatro medalhas, um delas de ouro, mas a prestação poderia ser ainda melhor se dos programas de ensino em Portugal não retirassem a componente experimental.

“Os resultados poderiam ter sido ainda melhores se os estudantes estivessem mais habituados a trabalho laboratorial”, refere uma nota de imprensa da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), instituição que prepara as equipas de Portugal.

Realça que os estudantes estiveram ao melhor nível na prova teórica, “já a prova experimental não correu tão bem, talvez devido à pouca importância dada ao ensino experimental das ciências no nosso ensino secundário”.

Fernando Nogueira, um dos “team-leaders” que acompanharam a delegação ao Panamá, disse à agência Lusa que “esse défice não acontecia no passado” e relaciona-o com a retirada da disciplina de “técnicas laboratoriais” dos programas de ensino.

De acordo com o docente universitário, na generalidade do ensino das ciências no secundário, verifica-se esse défice na componente experimental.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia