Famalicão atrai emigrantes qualificados

Vale do Ave, Economia

autor

Redacção

contactar num. de artigos 35068

O Município de Vila Nova de Famalicão vai colaborar com a Associação Empresarial de Portugal (AEP) para fazer regressar ao país, muito particularmente ao concelho famalicense, jovens qualificados que se viram obrigados a emigrar por questões profissionais. Os termos do protocolo ‘Empreender 2020 - Regresso de uma Geração Preparada’ foram aprovados, por unanimidade, na última reunião do executivo municipal, fazendo de Vila Nova de Famalicão parte integrante e activa no desenvolvimento deste projecto estruturante para o país, que conta com cofinanciamento FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do COMPETE 2020.

Através deste acordo “a AEP vai identificar jovens que possam regressar ao país e o município de Vila Nova de Famalicão vai contribuir com informação sobre as suas dinâmicas e iniciativas de fomento empresarial e de empreendedorismo, e promover iniciativas geradoras de valor, criando condições para que alguns desses jovens, famalicenses e não só, encontrem em Vila Nova de Famalicão espaço para o desenvolvimento dos seus projectos, tanto na perspectiva de investidores como através da sua eventual incursão no universo empresarial famalicense”, como explica Augusto Lima, vereador  da Economia, Empreendedorismo e Inovação do município famalicense.

A adesão de Vila Nova de Famalicão ao projecto ‘Regresso de uma Geração Preparada’ enquadra-se na aposta estratégica do município para elevar os índices de incorporação de inovação e tecnologia no concelho, através da presença no território de recursos humanos mais qualificados e de projectos enquadrados na indústria 4.0.

“Considerando que Vila Nova de Famalicão é sede de empresas de referência nacional e internacional e que aqui existe um ADN empresarial afinado ao longo de muitas gerações de empresários, temos condições únicas para continuarmos a ser espaço privilegiado para o desenvolvimento de novos e diferenciadores projectos empresariais, como aqueles que nos podem trazer os nossos jovens emigrantes”, refere, a propósito, o vereador da Economia.
O projecto Empreender 2020 constitui um canal de aproximação entre os empresários emigrantes e outros investidores do munícipio. Segundo Augusto Lima, este é um protocolo “virtuoso para o concelho e para o país”.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia