Problemas de inundações na rotunda da A28 chegam ao fim

Alto Minho

autor

Redacção

contactar num. de artigos 34776

Os problemas de inundações na zona da Sandia, nomeadamente na Rua Luís de Camões, em Vila Praia de Âncora, estão com os dias contados. Passados 12 anos, a Câmara Municipal de Caminha conclui com êxito a negociação com a Ferrovial e consegue resolver este problema com a obra de construção de uma bacia de retenção de águas pluviais junto à Rotunda da A28, com capacidade para 1560 m3, criado aquando da construção da A28 e até agora sem solução.

A obra está a ser executada pela Ferrovial e vai custar cerca de 250 mil euros. Miguel Alves cumpre assim mais um compromisso assumido: “estamos a cumprir aquilo que foi um compromisso que assumimos com as pessoas de Vila Praia de Âncora que é de resolver os problemas crónicos de inundações que prejudicam as pessoas, inundações da A28 e é isso que estamos agora a fazer com esta bacia de retenção”. A obra estará concluída em meados de Dezembro”.

Na passada sexta-feira, Miguel Alves e Guilherme Lagido estiveram no local, de modo a acompanharem a evolução da obra que vem acabar com muitos problemas que se prolongavam há 12 anos. “Nos últimos anos temos assistido a inundações periódicas em toda esta zona da Sandia, principalmente, na Rua Luis de Camões, que agora com esta intervenção e com aquelas que já fizemos, queremos que terminem. É uma questão de justiça para com estas pessoas”, assegurou o presidente da câmara.

A bacia de retenção de águas pluviais que está a ser construída será capaz de travar o equivalente ao volume de água registada em inundações nos dias de maior pluviosidade nos últimos 50 anos.
Miguel Alves sublinhou a importância desta obra e garantiu que o executivo está há três anos a tentar solucionar este problema que tem lesado e muito os ancorenses: “este projecto tem vindo a ser negociado nos últimos três anos entre o vice-presidente e a empresa responsável e vem dar resposta a um problema que tem precisamente 12 anos. Porque há 12 anos, em Novembro de 2005, foi inaugurado este troço da A28 sem que tivessem sido acautelados, nem por parte do Governo, nem por parte da autarquia soluções para o escoamento de águas pluviais. Isso na altura foi muito falado, mas pouco resolvido”.

No local, o presidente ainda referiu: “acabando com as inundações temos também a possibilidade de agora avançar com a obra de requalificação da Sandia e Vista Alegre que está hoje em discussão pública e que de acordo com as nossas expectativas poderá já avançar no início do ano de 2018”.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia