Famalicão: Lousado é o ex-líbris da Continental

Economia

autor

Redacção

contactar num. de artigos 35035

A aposta da Continental Mabor no concelho de Vila Nova de Famalicão consolida-se. A empresa prepara-se para avançar com um novo projeto de investimento na ordem dos 14 milhões de euros e que irá resultar no aumento da sua capacidade produtiva.  
 
Esta iniciativa empresarial recebeu na manhã de quinta-feira, 27 de julho, em reunião do executivo camarário, liderado por Paulo Cunha, o reconhecimento de interesse público municipal, no âmbito do Regulamento de Projetos de Investimento de Interesse Municipal, instrumento que vigora desde 2015.
 
Em causa está construção de três novas unidades, no complexo industrial de Lousado, que vão potenciar a produção de pneus e diversificar o portfólio da Continental Mabor. O investimento tem também um impacto positivo ao nível do emprego, com a criação de 45 postos de trabalho.
 
É justamente neste aspeto que o Presidente da Câmara coloca o acento tónico da saudação a este novo investimento industrial. “Um investimento importante ao nível da geração de riqueza e da criação de emprego e que reforçará a performance exportadora de Vila Nova de Famalicão. A visão de ambição com que a Continental Mabor encara o futuro é inspiradora para o país”.
 
Esta estratégia reflete, de acordo com os responsáveis da Continental Mabor, o empenho na expansão da empresa, bem como “consolida Lousado como uma das grandes bases produtoras do Grupo Continental”. O gigante alemão demonstra assim o seu interesse na aposta na unidade fabril instalada em Famalicão, tanto na produção de pneus para veículos ligeiros de passageiros e comerciais (segmento PLT - Passenger and Light Truck), como na produção de pneus radiais agrícolas (a unidade LousAgro, lançada em 2016, num investimento de 50 milhões de euros com a criação de 125 postos de trabalho, é a única do grupo em todo o mundo).
 
No âmbito deste projeto, a empresa garante que vai utilizar as tecnologias e práticas mais eficientes do ponto de vista ambiental.
 
A Continental Mabor teve o seu arranque industrial em 1990. Em dezembro de 2016 contava com 1901 colaboradores. Fechou o exercício desse ano com 830,8 milhões de euros de vendas líquidas. 98% da produção destinou-se à exportação, para um total de 65 mercados.
 
 
*** Nota do Gabinete de Comunicação da C.M. Vila Nova de Famalicão ***

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia