Automóveis clássicos serviram de atracção no centro da cidade de Braga

Braga

autor

Marta Amaral Caldeira

contactar num. de artigos 1646

Muitos foram os bracarenses e visitantes que ontem de manhã tiveram a oportunidade de apreciar as dezenas de carros antigos e clássicos, que se exibiam junto à Arcada, na Praça da República. As cores vibrantes e a carroçaria tão diferente dos automóveis mais recentes atraíram muitos curiosos e fãs destes espécimes de veículos tão especiais.

O encontro de automóveis dos anos 40, 50 e 60 - verdadeiras relíquias, preservadas com todo o amor possível dos seus proprietários - foi promovido, mais uma vez, pelo Clube Automóvel Antigo e Clássico de Braga, que todos os anos integra o programa das Festas de São João.
José Barbosa, da direcção do clube, recorda que o clube foi fundado em 1998, agregando sócios de todo o distrito de Braga, “que aqui vêm propositadamente hoje para mais um encontro, onde mostramos as nossas ‘relíquias”. O desfile seguiu ao final da manha para um almoço-convívio em Póvoa de Lanhoso.

Rui Soares, vice-presidente do clube automóvel, assinala que estes encontros servem, sobretudo, “para convívio entre pessoas que têm os mesmos interesses e, por outro lado, é também uma forma de nos associarmos às festas sanjoaninas, além de divulgarmos o clube e o gosto que temos na preservação e manutenção de carros de outras épocas”.

Que o diga Nelson Cruz, ex-piloto bracarense, e vice-campeão nacional de 83, entre outras provas, que ainda hoje toma conta do “filho” - um Sinca Raly 3 - que comprou novinho em 1974 para as corridas. “Os automóveis fazem parte da minha vida e sempre me deram muitas alegrias - é isso que ainda hoje tenho este gosto pelos veículos clássicos”.

Carochas continuam a ser motivo de encontros

Se os clássicos são para muitos uma espécie à parte, os carochas são isso e muito mais. Os seus proprietários têm-lhe um amor irresistível e ontem fizeram questão de o ostentar no encontro promovido pelo VW AR Clube de Portugal, junto ao Pópulo.

Com mais de um milhar de sócios e cerca de uma centena no distrito de Braga, os amantes do Carocha vieram de vários locais, desde o Porto, Viana do Castelo, Penafiel, Amares e Póvoa de Lanhoso, para exibis os seus exemplares. Pedro Sampaio, secretário-geral do clube, sublinha que “o Carocha é um carro mítico, refrigerado a ar e que é muito especial porque no ano em que foi fabricado foram produzidos 22 milhões”.

“Nós estamos a recuperar estes encontros de carochas porque entendemos que se trata de um carro especial, incentivados pelo espírito de António Silva - responsável pelo clube”.
O VW AR Clube de Portugal tem sede em Areosa, Viana do Castelo, e quem quiser tornar-se sócio do clube é só contactar a delegação - um contacto que pode ser feito através do site vwarcp.com ou do Facebook.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia