SC Braga: “Estamos focados no quarto lugar”

Desporto

autor

Joana Russo Belo

contactar num. de artigos 1269

A cinco jornadas para o final do campeonato, o foco dos Guerreiros do Minho está bem definido: voltar ao quarto lugar. O empate caseiro diante do FC Porto atirou o SC Braga para a quinta posição, mas a equipa bracarense quer rectificar já no próximo domingo e voltar aos triunfos na Mata Real, diante do Paços de Ferreira. Gamboa foi o rosto da ambição arsenalista nesta recta final, deixando claro que a palavra de ordem no balneário é o quarto lugar.
“Estamos focados no quarto lugar”, assumiu o médio, lembrando que o pensamento é “jogo-a-jogo” e que o duelo com o Paços de Ferreira “é para ganhar”.
“Todos os jogos são difíceis, o Paços de Ferreira é mais um, vamos entrar em campo com a mesma determinação e vontade de vencer, independentemente, do adversário”, acrescentou à margem da visita do SC Braga à Escola EB1 de Escudeiros, na companhia de Pedro Santos.
Gamboa antevê uma “luta pelo quarto lugar até ao fim”, no entanto, sublinha que o SC Braga não está preocupado com os adversários directos, mas sim em vencer cada encontro que falta: “temos de estar focados nos nossos jogos e é já este domingo que queremos dar uma resposta positiva”.
No pensamento está ainda o empate com os dragões, jogo que deixou algum descontentamento aos guerreiros. “Claro que queríamos mais um bocadinho, fizemos uma primeira parte de excelência, foi pena o nosso Pedro ter falhado o pénalti, mas futebol é mesmo assim, talvez o resultado tivesse sido diferente. Mas estamos confiantes e certamente vamos conquistar os três pontos em Paços de Ferreira”.
A nível pessoal, Gamboa atravessa um excelente momento, merecendo a aposta do técnico Jorge Simão, depois de ter começado a época na equipa B: “tem sido um final de época bastante positivo, surgiu a minha oportunidade e espero aproveitá--la da melhor maneira. O mister deu-me confiança ao apostar em mim, não teve qualquer medo, isso só mostra a confiança que tem em mim. De resto, a adaptação foi óptima, temos um grupo fantástico, o que facilita muito. A equipa A e a B estão cada vez mais ligadas e o meu caso é exemplo disso, tal como o Artur Jorge e o Xeka, temos dado uma resposta positiva”, confessou o médio, admitindo o “sentimento especial” por seguir as pisadas do pai, ex-jogador do SC Braga.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia