Sá de Miranda presta tributo a Pereira Caldas

As Nossas Escolas

autor

Marta Amaral Caldeira

contactar num. de artigos 1552

A Escola Sá de Miranda prestou, ontem, o seu tributo a um antiquíssimo professor que ali deu aulas: José Joaquim Pereira Caldas e que deixou ao estabelecimento um espólio valioso com mais de 600 livros, que agora estão devidamente catalogados, podendo ser requisitados na Biblioteca Antiga da escola e até consultados online. A mais antiga das obras é a ‘Elíada’, em Latim - uma publicação que data de 1540.
Este tributo é mais uma das inicoativas inseridas nas comemorações dos 180 anos do Liceu/Escola Sá de Miranda, no 5.º Ciclo - Ciclo de Literatura.

Refira-se que a Biblioteca Antiga da Escola Sá de Miranda contém neste momento um espólio registado e catalogado de mais de 40 mil exemplares. É precisamente deste espólio que consta um outro de 600 livros de Pereira Caldas, que foram sendo doados à escola ao longo do seu percurso de professor.

Cândida Batista, professora bibliotecária do Sá de Miranda, indica que “Pereira Caldas foi professor de Matemática desta escola no seu tempo, no séc. XIX, e deixou-nos um grande espólio que ocupa três das estantes superiores da Biblioteca Antiga, com obras das mais variadas áreas datadas desde o século XVI, XVII, XVIII e XIX”.

“Em termos de temáticas, o grande referencial das obras é de literatura, sendo um grande interessado e estudioso do Latim, mas passando também, claro pela sua área de ensino, a Matemática, à Filosofia, Ciências, Sociologia, Arqueologia, entre outras, indicando que há muitos livros escritos em latim, alemão, francês e português”, destacou a responsável.

A directora do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda, Antonieta Silva, destaca que todo o trabalho de catalogação da obra realizado por Fátima Costa, contando com a colaboração de muitas outras pessoas, que começou a ser feito desde há dois anos.
“O professor Pereira Caldas foi e é para nós uma figura de referência e os seus livros estão aqui na nossa Antiga Biblioteca e podem ser requisitados, mediante, claro está, autorização”, indicou a directora do agrupamento.

“Para nós, enquanto escola e enquanto agrupamento, este tipo de iniciativas é muito importante, antes de mais por uma questão de preservarmos aquilo que é o nosso património histórico”, sublinhou. “Temos sempre que recordar a história, viver o presente para projectar o futuro - essa é sempre a nossa perspectiva e os nossos alunos também têm que ser bastante trabalhados nesse sentido”, frisou Antonieta Silva. “Este é um acervo fundamental e importantíssimo para nós e que nós queremos preservar”, destacou a directora, sublinhando ainda o que foi feito por parte da professora bibliotecária ao nível da catalogação deste espólio.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia