Enchente no centro da Póvoa de Lanhoso para ver procissão de São José

Cávado

autor

Lurdes Marques

contactar num. de artigos 349

Uma imensa multidão marcou presença na vila da Póvoa de Lanhoso para acompanhar a procissão em honra de S. José, realizada na tarde de ontem, naquele que foi o último dia dos festejos em honra do santo padroeiro.
Trinta e dois andores, adornados com flores naturais, integraram o cortejo religioso. Este ano, aos andores dos santos padroeiros do concelho, ao andor do Menino Jesus e do S. José, juntou-se o andor de S. Marçal, o padroeiro dos Bombeiros, transportados por elementos do corpo feminino dos soldados da paz povoenses.

S. Pedro juntou-se à festa e proporcionou uma tarde de calor, com um ‘mar de gente’ a concentrar-se nas principais artérias da vila para assistir à passagem do cortejo religioso, que integrou também inúmeros figurantes e quadros bíblicos.
Adornados com flores naturais, os vários andores receberam rasgados elogios do público presente.

Ao poder religioso juntou-se, procissão de S. José, o poder civil e militar. Paróquias, Juntas e Uniões de Freguesias, associações e confrarias do concelho, com as suas bandeiras e os seus representantes, integraram o cortejo, com destaque para a Assembleia Municipal e Câmara Municipal, que se fizeram representar pelos seus presidentes, Amândio de Oliveira e Manuel Baptista, respectivamente, assim como pelos deputados da Assembleia Municipal e vereadores da Câmara Municipal. O concelho em força nas festas em honra do padroeiro do concelho, no dia em que se festejou também o Dia do Pai.

/> A beleza da procissão encantou os visitantes. Depois de assistir à procissão e enquanto se preparava para ver os cantares ao desafio, Manuel Esteves mostrou-se satisfeito com as festas do concelho: “Estou a achar engraçada e bonita e bem maior que os outros anos. Está muita gente”.
Joaquina Santos, residente em Arosa, no concelho de Guimarães, marcou presença na procissão de S. José. “Estou a gostar do que estou a ver. Estou a ver a procissão que é o que eu mais gosto de ver. É uma procissão muito bonita. Gosto das flores. Este ano é a primeira vez que venho às festas. Normalmente, venho às festas.

Alice Morais, emigrada em França há longos anos e natural de Geraz do Minho, veio de propósito com o marido, António Peixoto, para assistir às festas de S. José. “Gosto de tudo. Os andores estão todos bonitos. Gosto muito da procissão. Venho de propósito. Também estive no cortejo, foi espectacular. Devem mantê-lo todos os anos”, referiu Alice Morais.
Também o comércio esteve animado com o movimento gerado pelas festividades. Os doces continuam a ser muito procurados nas festas. Na tarde de ontem, foi grande o movimento nas várias tendas das doceiras. “Pensei que ia ser pior. Está bem tempo e está muita gente na festa”, referiu Maria Josefa, da Padaria Regional das Taipas, que não tinha mãos a medir para responder aos pedidos dos vários clientes. Os charutos, as cavacas e os ‘casadinhos’ continuam a ser os mais procurados.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia