Guias levam às escolas projecto contra a violência

Ensino, As Nossas Escolas

autor

Redacção

contactar num. de artigos 34310

‘Vozes contra a violência’ é um projecto de educação para a cidadania sobre o tema da violência a ser dinamizado nas escolas pelas próprias guias. Projecto, promovido pela Associação Guias de Portugal, conta também com as guias da Região de Braga, que já se reuniram numa acção de mobilização para abordar o tema.
A Associação Guias de Portugal quer aumentar o número de vozes activas contra a violência, em particular a violência contra raparigas e jovens mulheres.

Com esse objectivo, aquela que é maior associação juvenil feminina em Portugal vai dinamizar, durante o ano de 2017 e em todo o país, acções nas escolas conduzidas pelas próprias guias junto dos seus pares, num exercício de capacitação destas raparigas e jovens que é também um dos grandes objectivos do projecto e da própria associação.

Esta iniciativa integra um projecto mais vasto lançado em Julho de 2011 pela Associação Mundial das Guias (WAGGGS), em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU) designado de ‘Stop the Violence, speak out for girls rights’ (Vamos pôr fim à violência defendendo os direitos das raparigas). O projecto será implementado, até 2020, junto de mais de cinco milhões de crianças e jovens de todo o mundo.

Em Portugal, a iniciativa começou por ser dinamizada pela Associação Guias de Portugal junto das próprias associadas, durante o 2.º semestre de 2016, em cerca de 50 localidades e abrangendo cerca de duas mil guias.
Face à receptividade e aos bons resultados alcançados junto das guias participantes e respectivas famílias, o projecto ‘Vozes contra a Violência’ prossegue em 2017 num formato que se pretende mais abrangente, através de acções nas escolas, a partir do 1.º ciclo.

‘Junta a tua voz por um mundo sem violência’ é o mote que preside à nova fase do projecto, traduzindo o seu principal objectivo: aumentar o número de vozes activas contra a violência, através da sensibilização e prevenção de comportamentos junto de um maior número de crianças e jovens em idade escolar.

Atenta a sensibilidade do tema e a necessidade imperiosa de acautelar a adequação dos conteúdos às diferentes idades e contextos das crianças e jovens abrangidas, todas as acções dinamizadas são supervisionadas por jovens adultas formadas pela Associação Guias de Portugal e são suportadas por um kit de actividades e recursos especialmente desenvolvidos no âmbito do projecto pela WAGGGS em parceria com a ONU Mulheres.

Estima-se que sete em cada dez raparigas em todo o mundo experienciam algum tipo de violência ao longo da sua vida, quer na esfera pública quer privada.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia