Os jornais locais e a I Grande Guerra

Voz às Bibliotecas

autor

Victor Pinho

contactarnum. de artigos 4

Os jornais locais tiveram um papel muito importante no relato de notícias sobre a 1ª Grande Guerra, cujo centenário se está a comemorar. Muitas vezes, foram o único elo de contacto entre os que estavam no “Front” e as suas famílias.
No concelho de Barcelos houve particularmente um, o semanário “Acção Social”, órgão do Partido Católico, de que foi director o padre Alexandrino Leituga, que se destacou nas notícias sobre a guerra. Além disso, bateu-se pela criação dos capelães militares no apoio espiritual aos nossos soldados.

Uma primeira notícia, na edição de 25.04.1917, diz respeito à partida do contingente barcelense para terras de França:
“Seguiu no último sábado de Braga para Lisboa, o regimento que vai juntar-se, em França, ao contingente português que ali se encontra ao lado dos aliados.
Com ele foram, além de várias praças pertencentes a este concelho, os oficiais srs. Arménio Correia e Manuel Carmona Gonçalves, desta vila, que na estação, quando foram para Braga, tiveram carinhosas despedidas.”

Mas este semanário procurou uma ligação mais estreita com os nossos soldados e começou a remeter gratuitamente o jornal “aos soldados portugueses em campanha” que se encontram em França para “fornecer-lhes as notícias da sua terra”. Na edição de 31.10.1917, escrevia-se que era fundamental que “os Rev.ºs Párocos de todas as freguesias nos mandem todas as semanas, resumidas notícias do que nas respectivas paróquias se for passando mais digno de nota”.
Anunciava-se ainda que se concediam “pequenos espaços das nossas colunas para por elas se comunicarem”.

Este jornal publica, na edição de 13.12.1917, a letra da Canção da Brigada do Minho da autoria do sargento Joaquim Oliveira, em carta dirigida ao editor João de Sousa, e cuja acusação de recebimento é dada no número anterior
“Como sargento encarregado da distribuição do correio às praças desta companhia, cumpre-me agradecer-lhe a sua remessa e ao mesmo tempo dizer-lhe também que é nesta companhia que mais soldados existem filhos dessa encantadora vila.

É em nome de todos os sargentos e soldados do concelho de Barcelos que agradeço a remessa da “Acção Social” e peço a v… transmita a todas as famílias que se encontram de saúde e cumprimentam suas famílias.”
Uma das muitas curiosas notícias tem a ver com uma campanha de angariação de fundos para a compra de tabaco inserta na edição de 14.11.1917:
“Pela sr.ª D. Rosa Vieira e filhas foi promovida uma subscrição que rendeu 18$000 reis, destinada à compra de tabaco para os soldados portugueses que se encontram em França, e cuja importância foi entregue pelo snr. João Cândido da Silva, farmacêutico, na Administração deste concelho.”

Também o semanário “O Barcelense”, fundado em 12.02.1911, nos fornece relatos da estada dos nossos soldados em França, mas sobretudo recorda alguns que se destacaram por actos heróicos. É o caso de Manuel da Silva, soldado nº 233 da 1ª Bateria de Metralhadoras do C.E.P. - Corpo Expedicionário Português. Natural da freguesia de Rio Covo de Santa Eulália, concelho de Barcelos, faleceu na Batalha de La Lys, em 9 de Abril de 1918 e foi sepultado, primeiramente, no cemitério de Laventie, sendo mais tarde trasladado para o cemitério de Richebourg Lavoué.

Segundo a edição de 31.07.1943 (“Intra-Muros: Reflexo de Sombras: Heróis Obscuros”), já morta toda a guarnição, e agarrado à sua metralhadora, procurou dificultar ao máximo o avanço dos alemães, que atacavam o “Fort- d’Esquin”, acabando, também, por ser morto. Segundo a edição de 07.12.1935, num dos bolsos foi encontrada uma carta com algumas palavras indecifráveis, mas foi possível saber-se que era de uma namorada, uma jovem rapariga da freguesia de Rio Mau, com quem tratara casamento antes de assentar praça, quando esteve a servir em casa dum proprietário daquela localidade.

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Voz às Bibliotecas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia