Garota dos três espirros

Conta o Leitor

autor

Escritor

contactarnum. de artigos 471

Márcio Góis

Torna-se cada vez mais inevitável perseguir-te a todo o instante com o olhar. Para onde quer que vás, por onde quer que vás, os fios ópticos filiformes movem as pupilas no sentido de continuar a perseguir-te. E quando os olhos não veêm, os ouvidos ouvem de soslaio a candura e a delicadeza dos teus passos. Mas quando nem os olhos nem os ouvidos presenciam-te, o peito contrai-se, lembrando-me novamente da sensação angustiante que é estar longe de ti.

Garota dos três espirros. Conseguiste em pouco tempo aquilo que eu não contava que outra mulher fosse capaz de fazê-lo novamente. O meu coração ganhou agora nova vida. Os constantes apertos no peito e os suspiros mais alongados provam isso mesmo. Cativaste-me, por um lado, com o teu olhar esverdeado, tímido e irrequieto, com a espontaneidade do teu sorriso, com o tom mulato e com a textura suave da tua pele, com o teu cabelo acastanhado, denso e de pontas encaracoladas apoiadas nos ombros, com o teu delicado cheiro a sabonete perfumado. Por outro, seduziste-me com o teu jeito cômico e descuidado, com a tua timidez, bem como com a tua honestidade e simplicidade. Até o modo espirras me impressiona. Nunca havia conhecido mulher alguma que desse três espirros de cada vez.
Tudo em ti é único para mim!

Só tu tens então o dom de transformar o amargo em doce, o dilúvio de inverno numa brisa cálida de verão, a anomia num limbo, o desacerto em harmonia, o deserto numa floresta cheia de vida e cor.
A verdade é que sempre que te vejo ou penso em ti o meu sangue começa irrascivelmente a fervilhar, a pele que reveste a carne a derreter, os vasos sanguíneos a dilatar, o coração a acelarar, e o desejo carnal a aumentar. É por demais angustiante saber de antemão que amanhã voltarei a acordar, a pensar em ti, a conversar, a pensar em ti, a trabalhar, a pensar em ti, a comer, a pensar em ti, a dormir, a pensar em ti.

E muitas mais coisas farei mais uma vez a pensar unicamente em ti. Não consigo evitá-lo, pois o coração tomou de assalto, de uma vez por todas, o meu corpo. Como poderia eu esquecer-me da forma simples, mas deveras eficaz como apanhas amiúde esse teu cabelo macio, somente encaracolado nas pontas, no qual colocas, com um certo agravo e uma quanta desmesura, apenas um elástico nos incontáveis fios de cabelo situados no verso do pescoço.

Inesquecível é também o teu olhar, cheio de pragmatismo e doçura. Além de reflectir a tua alma, também fere com assaz desmesura o ego de qualquer moribundo que se atreva a olhar mais atentamente para ti. E o teu nariz, em forma de rectângulo, descreve na perfeição, no canto inferior traseiro, um ângulo recto. Estou assim em crer que a perfeição do mesmo foi planeada pela mão de um cirurgião mais do que credenciado.

Já os teus lábios parecem duas linhas horizontais feitas, sem descuidos nem tremideiras, com o recurso a uma régua e a um lápis de bico fino. Por outro lado, as tuas bochechas lisas tomam uma tonalidade especialmente rosada quando estou perante ti. É curioso denotar o efeito que tenho em ti. Mas ainda mais curioso é o facto de a tua imagem ter toldado, em definitivo e sem réstia de piedade, os movimentos dos tendões que suportam a minha frágil carne. Fazes-me então sentir único, ao ponto de cometer proezas sobre-humanas, apenas visíveis em contos heroícos e surrealistas.

Tudo o que sinto por ti pode ser então resumido em apenas uma palvavra: amor! A qual tem propositadamente quatros letras e duas síbalas para que possa ser dividida em partes iguais por mim e por ti.
Agora posso dizer convictamente a cada um de nós que esta é “a nossa vez”!

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Conta o Leitor

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia