Acidentes nas estradas: porque pioramos?

Ideias

autor

Paulo Monteiro

contactarnum. de artigos 258

Os números tornados públicos esta semana sobre os acidentes nas estradas portuguesas entre Janeiro e Junho de- viam envergonhar-nos. Estávamos a ir no bom caminho com cada vez menos mortes nas estradas e, de repente, nos primeiros sete meses do ano passamos a ter mais 49 mortes do que o ano passado. Este ano morreram nas estradas 288 pessoas, contra 239 em 2016.
Morreram mais pessoas nas estradas e também foram registados mais acidentes: 72.658 (2017) contra 72.498 (2016), ou seja mais 160 acidentes.

Os números voltaram a crescer e ainda não encontraram razões para o sucedido. Uma probabilidade tem a ver com o facto da média de velocidade na estrada ter aumentado 1%, mas mesmo assim nada significativo para justificar tantas mortes.

Com estes dados nada positivos, tornados públicos pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, só temos que voltar a repensar em mais acções de fiscalização, em mais acções de sensibilização, para além da segurança nas estradas que em muitos locais deste país tem sido desmazelada, quando as outras vias alternativas são as auto-estradas.

Mais um dado: em relação ao número de mortos, o maior número surge no distrito do Porto (46), seguindo--se Setúbal (37) e Santarém (27). Lisboa está no quatro lugar com 26 mortes, sendo Braga o primeiro concelho minhoto no mapa com 14 mortes. A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária acaba de lançar a sua Campanha de Verão com o nome ‘Antes de conduzir PENSE’. Uma boa frase. Uma frase para todos pensarmos muito bem antes de conduzirmos. Este ano já chega de tanta morte nas estradas...

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Ideias

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia