As ‘andorinhas da política’

Voz às Freguesias

autor

João Nogueira

contactarnum. de artigos 3

Os períodos eleitorais, são tempos de aproveitamento e de oportunismo que infelizmente descredibilizam a política e os políticos. A hipocrisia e a mentira são, infelizmente, lugares comuns nestas alturas e utilizados para quem troca o que deveria ser um serviço às populações e ao desenvolvimento da sua terra, por uma vantagem que pretende enganar tudo e todos.
Infelizmente não há política de elevação se esta não for acompanhada pela seriedade dos atos e pela verdade dos factos, o que acaba por ser pernicioso para quem a utiliza e para os eleitores.

A estes políticos chamarei com alguma razão, ‘andorinhas da política’ que aparecem durante os períodos eleitorais e voltam a desaparecer, tal como estas aves migratórias, para vender promessas e ilusões volvidos 4 anos. Semeiam a polémica e a confusão é a sua arma. Para eles as pessoas não contam, contando apenas os seus projetos pessoais e por vezes inconfessáveis, não se coibindo, para o efeito, de fazer afirmações injustas numa interpretação dos factos descontextualizados da realidade e do interesse das pessoas.

Para um leitor atento os termos ‘abertura’ e ‘participação’ são indutores dos seus discursos, que, numa análise séria, não se ajustam à realidade nem à sua prática. Apelar à participação sem nunca ter contribuído, encorajado ou integrar atividades é vender ‘gato por lebre’ é um exercício de amesquinhamento dos eleitores. Falar de abertura quando se fecham nas ideias nos projetos e na assunção das responsabilidades, para as quais foram eleitos, é um exercício vão e falso de democracia porque não sabem respeitar o voto dos eleitores.

As autárquicas de 2017 devem ser um ato de seriedade, de justiça, de compromisso e de verdade. “Pode-se enganar todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo, mas não se pode enganar todos por todo o tempo.” -A. Lincoln

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Voz às Freguesias

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia