Casas, Alpendres e Moinhos abandonados

Voz às Freguesias

autor

Manuel A. Martins

contactarnum. de artigos 3

A União de Freguesia de Morreira e Trandeiras debate-se actualmente com um grande problema: o abandono de casas, alpendres e moinhos. Umas há mais de 20 anos. Outras há muito mais e sem que haja qualquer explicação para tal. Agora, a União de Freguesias vai junto dos seus proprietários sensibilizá-los para que estes possam requalificar os seus edifícios solicitando ainda à câmara uma isenção de 50% do seu licenciamento, alertado ao mesmo tempo para este problema que precisa de ser resolvido.

Sabemos que, em alguns casos, a requalificação não é feita por razões económicas. Mas pedimos a todos que falam um esforço para não darem uma imagem tão negativa da nossa freguesia. Morreira e Trandeiras agradecem.
Estas casas, alpendres e moinhos até têm procura no mercado, mas os seus donos não se têm mostrado interessados em vender. Dizem que são conservadores, mas a junta diz que nestes casos são desconservadores...

Como presidente da União de Freguesias da Morreira e Trandeiras sinto-me revoltado pois o nosso governo deveria colocar à disposição dos necessitados uma linha de crédito a taxa zero..
Mas há outras alternativas, se esta última não tiver sucesso: a junta faz um contrato de comodato por 40 anos e requalifica as casas para depois as colocar no mercado do arrendamento. E, assim, damos uma boa imagem do que é bom viver em Morreira e Trandeiras.
Este é o meu desabafo enquanto autarca...
Bem Hajam!

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Voz às Freguesias

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia