E se a Sarna aparecer?

Voz à Saúde

autor

Joana Afonso

contactarnum. de artigos 7

A Escabiose, conhecida vulgarmente como Sarna humana, é uma doença de pele infeciosa e contagiosa. Tem na sua origem um parasita exclusivamente humano, o ácaro Sarcoptes scabiei, sendo que, desta forma, os animais não podem propagar a doença, uma vez que, o Homem é mesmo o único hospedeiro deste parasita. O contágio é fácil, de pessoa para pessoa, através do contacto físico ou partilha de roupas, incluindo da cama, sendo frequente afetar todo o agregado familiar. Importa salientar que ter sarna não é, necessariamente, um sinal de falta de higiene.

Os sintomas de Sarna surgem, habitualmente, 3 a 4 dias após o contágio, podendo prolongar-se até em algumas semanas, razão pela qual deve estar atento e procurar o seu Médico de Família em caso de:
1. Prurido, vulgo comichão, que agrava durante a noite;
2. Lesões semelhantes a picadas, avermelhadas, em zonas sugestivas do corpo, tipicamente abaixo do nível do pescoço: entre os dedos das mãos e pés, axilas, seios, nádegas, genitais e abdómen. Nas crianças pode atingir toda superfície do corpo, incluindo palmas das mãos e plantas dos pés, face e couro cabeludo.

As próprias lesões de Sarna, a comichão associada e o ato de coçar aumentam o risco de infeções secundárias, simultaneamente, por bactérias.
A chave do tratamento assenta no facto de toda a família dever ser tratada, mesmo os elementos que se apresentem assintomáticos. Por esta razão, deve consultar o seu Médico de Família que saberá orientar a melhor forma de tratamento que, comummente, passa pela aplicação local de um agente parasiticida que elimine o ácaro responsável pela infeção.

A par do tratamento farmacológico toda a roupa de cama e vestuário dos indivíduos afetados, bem como dos que com eles estabeleceram contacto físico, deve ser lavada na máquina a altas temperaturas (90oC), pelo que a roupa que não puder ser lavada dessa forma deve ser colocada dentro de um saco plástico, preferencialmente preto, bem fechado, durante um período mínimo de 3 dias, dado que, nestas condições, os ácaros da Escabiose não sobrevivem além dos 2 primeiros dias.

Assim, estamos perante uma doença altamente infeciosa mas que, se detetada a tempo e orientada com a ajuda do seu Médico, facilmente será controlada.
Lembre-se, cuide de Si! Cuide da Sua saúde!

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Voz à Saúde

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia