O tempo não é desculpa!

Voz à Saúde

autor

Sofia Melo

contactarnum. de artigos 10

Nas sociedades modernas, cada vez mais o tempo é um recurso escasso e precioso, sendo aplicado essencialmente a favor da vida profissional e, em parte, da familiar, em detrimento de algo tão fundamental como a atividade desportiva.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a atividade física é um dos principais determinantes de saúde relacionados com o estilo de vida1 e, de acordo com a Direção Geral de Saúde (DGS), esta, a par de uma alimentação saudável, de uma vida sem tabaco e a evicção de outras substâncias perniciosas para a saúde constituem os pilares para um estilo de vida saudável2.

Atualmente, de acordo com o Plano Nacional de Atividade Física, a situação da atividade física em Portugal não é preocupante no que respeita à idade adulta, mas denota insuficiência nos idosos e torna-se preocupante no que respeita às idades mais jovens. Assim, na po- pulação adulta, mulheres e homens, despendem o tempo mé- dio recomendado; na população idosa, o nível de atividade física fica aquém do desejável, verificando-se que 45% dos homens idosos atingem os níveis esperados e, apenas, 28% das mulheres o alcançam; na população jovem, só os rapazes com 10-11 anos são suficientemente ativos, ficando as raparigas aquém do espectável3.

À luz dos conhecimentos atuais, sabe-se que a inatividade física é um dos principais fatores de risco para as doenças crónicas não transmissíveis4, tendo sido identificada como o quarto fator de risco de mortalidade global (6% das mortes globalmente), seguindo-se a hipertensão arterial (13%), tabagismo (9%) e hiperglicemia (6%). O excesso de peso e obesidade são responsáveis por 5% da mortalidade global5.

Os benefícios da atividade física são amplamente conhecidos, entre os quais se destaca a redução de doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes e algumas formas de neoplasia6. Para além disso, tem efeitos positivos na saúde mental, reduzindo os níveis de stress, ansiedade e depressão e, possivel- mente, atrasa os efeitos da do-ença de Alzheimer e outras formas de demência6. Para além disso, ao longo da infância e da adolescência, a atividade física é necessária para o desenvolvimento de habilidades motoras básicas, bem como para o desenvolvimento músculo-esquelético6.

Para obter estes benefícios para a sua saúde, segundo a DGS, deverá praticar pelo menos 30 minutos de atividade física cumulativa moderada, todos os dias (caminhar para o local de trabalho, subir escadas, jardinagem, dançar e muitos outros desportos recreativos)2. As crianças e adolescentes necessitam ainda de 20 minutos adicionais de atividade física vigoro- sa, 3 vezes por semana; para controle do peso, é necessário, pelo menos, 60 minutos diários de atividade física vigorosa/ moderada2. O nível de atividade física deverá ser adaptado de acordo com a sua faixa etária e possíveis limitações médicas que apresente.

Antes de iniciar alguma atividade física, se tiver dúvidas, aconselhe-se com o seu médico para o seu esclarecimento e avaliação. Seja responsável pela sua saúde, organize o seu tempo de forma eficiente e coloque a sua saúde nas suas prioridades. O tempo não é desculpa!
Cuide de Si! Cuide da sua saúde!


1 Steps to health - A European Framework to promote physical activity for health. WHO. 2007.
2 A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar. DGS.
3 Plano Nacional de Atividade Física. Instituto do Desporto de Portugal, I. P.. 2011.
4 Estratégia Nacional Para a Promoção da Atividade Física, da Saúde e do Bem-Estar. ENPAF 2016-2025. DGS. 2016.
5 Global recommendations on physical activity for health. WHO. 2010.
6 Physical activity strategy for the WHO European Region 2016-2025. WHO. 2015.

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Voz à Saúde

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia